Morre Zygmunt Bauman, aos 91 anos

Faleceu na segunda-feira (9) o sociólogo Zygmunt Bauman, aos 91 anos, em Leeds, cidade inglesa onde morava, desde 1971. Quem deu a informação foi o jornal polonês Gazeta Wyborcza.

O pensador foi responsável por cunhar o conceito de “modernidade líquida”, usada para definiras condições da "pós-modernidade"  — que ele considerava um termo ideológico — e discutir as transformações do mundo moderno nos últimos tempos

As formas de vida moderna, segundo ele, se assemelham pela vulnerabilidade e fluidez, incapazes de manter a mesma identidade por muito tempo, o que reforça esse estado temporário das relações sociais. 

Além da modernidade no geral, suas mais de 50 obras e diversos artigos se dedicam a temas como o consumismo, a globalização e as transformações nas relações humanas. Em um de seus best-sellers, Amor Líquido, de 2003, ele discute como os relacionamentos de hoje em dia tendem a ser menos frequentes de duradouros.

Outras Notícias

Nossa voz no silêncio

Quantas vezes você parou e quis alguns minutos de silêncio para acalmar a alma? O barulho das cidades, pessoas, notíc...

25 de julho: Dia Internacional da mulher negra latino-americana e caribenha

De Gláucia Gomes /Radioagência NacionalO dia 25 de julho celebra o Dia da Mulher Afro-Latino-Americana e Caribenha. A...